09.11.2014  

Last stop: Vienna

Faz tempo que eu voltei, sei disso. Sei que deveria ter feito mais posts do intercâmbio por aqui, mas não foi por preguiça nem falta de tempo. Não sei exatamente o que foi, me perdoam? Também não sei se sou a pessoa mais adequada para fazer dicas de viagem, mas daqui uns tempos eu volto aqui reunindo tudo o que eu visitei, todos os pontos turísticos que vi e tudo mais.

Foram 2 dias de céu nublado, vento friozinho, chuviscos aqui e ali. Por enquanto, só digo que essa foi uma viagem que fiz completamente sozinha. Não conheci pessoas, não saí pra balada (não me arrependo), não conversei com ninguém. Era só Viena e eu e por isso experimentei o gosto da solidão. Era só Viena e eu e Viena me recebeu com largos sorrisos.

E os sorrisos de Vienna foram assim:

coffeepocket-viena

Na minha mansão comprada dos Habsburgo

coffeepocket-viena-volksgarten

Volksgarten

Continue Lendo

21.08.2014  

23 outras impressões além mar

1. Não existem cachorros de rua na Hungria. A venda de filhotes é controlada e os animais são castrados. Sempre estão com coleiras e acompanhados de seus donos;

2. Cachorro ou gato, não importa o tamanho, vai ser seu companheiro no trem durante longas viagens;

3. Andar desavisada na via para ciclistas é pedir para ser xingada (e atropelada, sem dó);

4. As moscas são lentas, grandes e pesadas, voam baixo e enchem muito o saco nas noites de sono;

5. Joaninhas são animais comuns aqui. Já vi várias, de diferentes cores e tamanhos;

6. Húngaro AMA uma fonte. Em qualquer cidade, por menor que seja, sempre vai ter uma fonte com uma estátua bonita;

7. Mendigos, muitos. Muitos mendigos. Mendigos demais.

8. O chuveiro brasileiro é quase uma criação alienígena para os europeus. Eles preferem banhar com mangueirinha;

9. Alguns europeus realmente não tomam banho, mesmo no verão;

10. Duas realidades podem ser completamente diferentes e estarem na mesma cidade: a liberdade e a prisão;

11. As duas frases mais faladas no campo de refugiados são: “NAM PROBLEMA” e “FINISHH” (escritas da forma como se fala);

12. Os estereótipos sobre os países do Oriente Médio ficam todos no chinelo quando se conhece melhor as pessoas;

13. E alguns outros estereótipos são confirmados dependendo do indivíduo que se conversa;

14. Crianças são capazes de entender qualquer coisa, e muito rápido;

15. O mimiquês bem treinado ainda é a língua mais falada no mundo;

16. Sentir um apreço muito grande por uma pessoa que você nunca tinha falado antes, mas dividiu uma vida com você em poucos dias;

17. Húngaros que não falam inglês QUASE NUNCA se darão ao trabalho de tentar te ajudar;

18. O atendimento europeu é assim, sabe, meio rude;

19. Evitar, de todas as maneiras, comer comida húngara e ter no Burguer King o seu melhor amigo;

20. Esquecer a sacola todas as vezes que for no supermercado e descobrir as verduras e carnes mais aliens do universo;

21. Não existe mortadela pra se fatiar; aquelas em formato de um salsichão, sabe as da Turma da Mônica? Poisé, não tem. Nem leite condensado. Aliás, eles nem sabem o que é leite condensado. Carne moída de vaca? Também não.

22. Semente de girassol é um lanchinho nutritivo e universal. Gente do mundo todo, de diferentes culturas, comem e dividem entre si.

23. O facebook árabe ou persa é formatado da direita pra esquerda. Imagina o seu facebook espelhado: é bem assim.

20140802_134434

Debrecen, Hungria

13.08.2014  

Last stop: Prague

Algumas imagens aleatórias do meu final de semana e do meu amor imenso por essa cidade.

coffeepocket-prague-3

pegando uma cor na Charles Bridge

coffeepocket-prague

Clima de vila no Castelo de Praga

coffeepocket-prague-charles-bridge

Charles Bridge

Continue Lendo

Página 1 de 212