Mágico teatro

Tais sorrisos dispostos em haicai
esperando o outono descer em rabiscos
Santidade e permanência,
ai que gostosa alegria!

Poder gelar a mão, arder as bochechas
cantarolar ao chuveiro
ou só entorpecer a lua com olhos de serpente
que chamam, duais

Ah, que coisa mais linda!
Despertar da inocência
Caminhar por trilhos tortuosos
ou observar as borboletas baterem asas

Arlequins entre cinza e preto
opostos
dispostos
atraídos.

2 respostas para “Mágico teatro”

  1. Pedro disse:

    coisa mais linda hein, meu bem! bochecha quentinha =D

  2. pequena disse:

    Mais uma vez .. o que dizer?!
    Vc tem o dom de surpreender as pessoas -(bem, falo por mim – mas “mim” entende de gente.., se entendo)- quando elas menos esperam ” se encontram perdidas” em identificação total nos teus versos, Rafaella. Isso é beleza.

    Eu, nós, tenho (temos) um (vários !?) opostos.. eu só não sei bem se eles são “dispostos”. O que fazer, o que fazer??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *